domingo, 25 de julho de 2010

VOCÊ TEM RECLAMADO MUITO?

Graças e paz amados irmãos em Cristo! Tenho me alegrado a cada dia com a eficácia que a Palavra de Deus tem tido na vida dos que estão dispostos a praticá-la verdadeiramente, pois é apenas praticando-a que podemos ver e viver os benefícios que Ela nos garante (Tiago 1:22).

Por outro lado, algo que tenho visto com grande frequência é a reclamação / murmuração no meio do povo de Deus, algo que somos exortados a não praticar.

(I Pedro 2:1) - DEIXANDO, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,

Amados somos convidados a deixar a murmuração e quantos sabem que seguir o que a Palavra nos pede é segurança para nossas vidas? Pois essa é a verdade e tenho visto muitos colherem frutos ruins por não se atentarem a este detalhe que a Palavra nos coloca. Cada um murmura e reclama segundo suas necessidades: reclama de seu trabalho, seu cônjuje, seus filhos, seus familiares, sua vida amorosa, de sua vida financeira, etc. e inclusive da igreja que congrega, incluindo seu pastor e irmãos em Cristo. Costumo a comparar esses tipos de crentes ao personagem de desenho Hardy. Hardy é uma hiena que vive junto com seu amigo Lippy (Leão). Contudo, diferente do que uma hiena deveria fazer que é rir, segundo os biólogos, Hardy vive choramingando e reclamando de tudo dizendo "Oh vida, Oh céus, Oh azar". Tem muito crente esquecendo a sua fé e agindo como esse personagem de desenho, sendo que a Palavra nos ensina que murmurações produzem frutos que não são a favor de nós. Analisemos o exemplo do povo de Israel no deserto. Era plano de Deus que eles ficassem 40 anos no deserto? Não meu amados, foi a murmuração do povo que trouxe isso a eles:

(Êxodo 15:24) - E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?



(Êxodo 16:2) - E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto.


(Êxodo 16:7) - E amanhã vereis a glória do SENHOR, porquanto ouviu as vossas murmurações contra o SENHOR. E quem somos nós, para que murmureis contra nós?

(Êxodo 16:8) - Disse mais Moisés: Isso será quando o SENHOR à tarde vos der carne para comer, e pela manhã pão a fartar, porquanto o SENHOR ouviu as vossas murmurações, com que murmurais contra ele. E quem somos nós? As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o SENHOR.

(Êxodo 16:9) - Depois disse Moisés a Arão: Dize a toda a congregação dos filhos de Israel: Chegai-vos à presença do SENHOR, porque ouviu as vossas murmurações.

(Êxodo 16:12) - Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel. Fala-lhes, dizendo: Entre as duas tardes comereis carne, e pela manhã vos fartareis de pão; e sabereis que eu sou o SENHOR vosso Deus.

(Êxodo 17:3) - Tendo pois ali o povo sede de água, o povo murmurou contra Moisés, e disse: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado?

(Números 14:2) - E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto!


Precisamos, de uma vez por todas agir como Calebe que seguiu a recomendação de espiar a terra prometida, pois ela seria coquistada por heranças conforme o prometido por Deus:

(Números 14:24) - Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança.

Eu os convido a meditar nesse assunto segundo à luz da Palavra e mudarem o rumo de suas práticas. Existem áreas que somos mais tendenciosos a murmurar, mas não é isso que a Palavra e Jesus nos ensina:

(João 16:33) - Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

Por fim, Paulo através do Espírito Santo, nos instrui o que fazer:

(Filipenses 4:6) - Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.

(Filipenses 4:7) - E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Aleluia! A fé na Palavra é nosso escudo! Experimente praticá-la e verá bons frutos! Dê graças ao Senhor pela provisão e pelas mudanças necessárias em áreas de sua vida e verá o mover de Deus. Lembre-se o mesmo tempo que levamos para reclamar, levamos para declarar a Palavra a nosso favor e dar Graças ao Senhor pela solução, por que Ele verdadeiramente tem cuidado de nós!

(I Pedro 5:7) - Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

Sejam abençoados pelo conhecimento e prática da Palavra.

Com amor, em Cristo,

Irmão Antonio Maia













1 comentários:

Sandro disse...

Olá, graça e paz, sempre!

Passei por aqui para conhecer seu blog.
Estou seguindo.
Ficaria muito feliz em me seguir lá.

Abraço em Cristo,

Sandro
http://oreinoemnos.blogspot.com/

Postar um comentário